Showrooming é o destaque da NRF


Se você nunca ouviu falar em showrooming e trabalha com varejo ou e-commerce, prepare-se: esta é a buzz-word do momento na edição 2013 da NRF, maior conferência do varejo mundial. As principais palestras do evento falam sobre esse fenômeno, que gira em torno da ideia de quando um consumidor encara a loja como showroom e não como uma loja.

Cada vez mais, clientes entram nas lojas para conhecer e ter uma experiência com os produtos, sem o compromisso de fechar a compra naquele momento. Procuram reviews, buscam os melhores preços, comparam com modelos similares e buscam opiniões dos amigos, tudo isso online, muitas vezes dentro das próprias lojas, já que existem muitos aplicativos pra isso. Dos consumidores que possuem um smartphone, 82% pesquisam antes ou durante a compra, 48% deles de dentro da loja. Ou seja, não tenham vergonha de fazer isso também!

O tráfego nos sites de e-commerce através do mobile dobrou de 2011 para 2012, mas as compras ainda não representam nem 4%. Entretanto, apesar do faturamento não vir diretamente do mobile, mais de 14% do faturamento do online já vem destes tais showroomers, ou seja, de pessoas que foram até a loja e acabaram comprando o mesmo produto em outro lugar.

O que mais me chama atenção neste caso é que no Brasil os varejistas ainda veem o showroomer como um inimigo. A gente sabe, inclusive, que muitos vendedores de grandes lojas boicotam o próprio e-commerce da marca, sem pensar que o consumidor é o mesmo! Mais do que isso, a tendência é que os e-commerces se tornem flagship stores e sejam o principal canal de contato do cliente com a marca.

Por isso, apresento cinco dicas práticas para 2013:

1. “Mobile” é muito importante, muito mais para pesquisa do que para venda;
2. Por isso, SEO (Search Engine Optimization) deve ser um de seus maiores FOCOS em 2013: seu consumidor vai buscar pelo celular dele o “produto x” de dentro da sua loja e você deve aparecer sempre nas primeiras posições;
3. Crie uma política de preço que se adapta a realidade do “showrooming” se não você inevitavelmente vai perder venda;
4. Faça um site para mobile. Não um APP, só um site mobile;
5. Repense toda a estrutura de remuneração dos seus vendedores e gerentes de loja para que parem de boicotar o seu e-commerce (ponto número 3 deve andar junto com ponto número 5).

 

Fonte: www.proxxima.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

< Robe De Mariée festklänningar Balklänning Robe De Mariée Robe De Mariée Balklänning